" Mas ela gosta de colecionar segredos. Coisas grandes, que ela guarda dentro de uma caixinha. É doce, doce, extremamente doce, tão doce. E ela fica ali, mastigando alegrias. "
( Caio Fernando Abreu )

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Jeitinho de amar


Temia ser  uma simples presença amiga, receando só receber as migalhas, mas, diante de tamanho sentimento, do mais puro e sincero, é difícil desprezar; com isto recebeu até mais do que pensava conquistar, não só amor, mas admiração pelo esforço em busca de seus objetivos, e quando tudo parecia perdido, veio socorro divino e fez o que nem ele considerava ao seu alcance .
 A estabilidade e solidez de suas sensações que me fascina, não afadiga, muito menos perde o brilho, a cada olhar um novo jeito de amar, um jeitinho marrento e simples de viver, saber ser refinado e despojado na hora certa sem perder a essência de si. 
Quando ama é pra valer e faz de cada lembrança um momento histórico em nossas vidas. 
Seus defeitos fazem refletir que mesmo num extenso espaço onde há tantos incompatíveis, é possível encontrar alguém que com imperfeições sabe te fazer feliz. 
Sente, chora, beija, olha e admira, faz cafuné, ouve e diz em poucas palavras, sem rodeios o que observa. Nada é em vão, o nosso é pra sempre, com sabor de primeira vez; o que dizem contra nós é improdutivo , não há vantagens para cultivar, preferimos colher o que nós plantamos e deixar que cada um colha seus amargos. 
Felizes? Sim. 
Realizados? Ainda não.
Mas, isso só nos impulsiona mais ainda para buscar o detalhe que nos resta.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

A falsidade é vizinha...


Sim! 
Elas existem, aquelas que tentam te intimidar mostrando o quão árduo e dificultoso é o seu caminho, elas falam de cada detalhe do seu trajeto e diz que tudo será em vão. 
Cuidado!
Elas chegam com a amargura no rosto e o sorriso sombrio, esperando sua derrota, não dê ouvidos às suas opiniões de falsa caridade, não deixem que eles te aconselhem a não arriscar, somos todo propensos a cair, mas é bom e válido tentar. Não nos falta tempo e coragem. Sonhos são frágeis demais para suportar tantos achismos, eles podem sucumbir se não houver fundação resistente. 
Persista! 
Tenha a coragem de ir até o fim do túnel, pois é lá que surge uma luz.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

...Que se cumpra...



Minha impaciência indica que o que eu desejo que se realize, está demorando para se cumprir e quando isso acontece, favorece um estado angustiante no qual nada do cotidiano colabora para a mudança desta condição.

Fico mais encurralada nos meus planos frustrados e nada me chama atenção, a não ser as várias tentativas de alguém me tirar desta meditação, a ponto de me irritar.

Tudo perde a cor, as horas demoram a passar, revivo aqueles momentos que pedi a Deus a graça de um flash-back e que ouvi um NÃO como resposta divina.

Ele me pede tanto para que eu não ponha em prática o que passou; e eu sempre teimando em fazer o contrário. Uma certa vez eu o questionei qual seria a solução para que não sentíssemos saudades do passado, 

Ele, em suma e divina sabedoria me mostrou que o passado é pouca coisa para quem tem o hoje e o amanhã para aperfeiçoar o ontem.

Kika Ventura.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Um chá interior...


Quero tanto estar presente em alguns momentos e ao mesmo tempo ficar só. 
Perceber cada gota de felicidade alheia me faz refletir as tantas oportunidades que pude ser feliz com eles, mas fui preferível à solidão da minha companhia. 
Há algo errado nisto? 
Te ouvir melhor provavelmente é a formula certa para se convencer de que não ter ninguém por perto não significa que esteja só. 
As opiniões não existem , não há universitários para opinar o caminho certo do seu querer. 
É você quem decide com quantas fichas irá apostar , mesmo que venha a perder todas; afinal, em tudo há uma experiência, até mesmo nas derrotas.

Kika Ventura

sábado, 19 de novembro de 2011

Verdades despercebidas



Porque dói tanto lembrar de algo que alguém te fez? Voce esperava tanto uma resposta, uma atitude ou até mesmo um simples gesto, mas aquele momento que voce estava vivendo, ela [a pessoa] não estava. E de repente, quando viu que não tinha mais saída, ela resolve ceder ao seu querer... Tarde demais!

Não há mais chances de consertar o que já estava remendado, rasgou-se aquilo que insistia em existir, mesmo que aos trapos. Depois ela [a pessoa] pensa que tudo poderia ser mais fácil se ela fosse pelo caminho fácil, ou seja, o sugerido desde o começo; voce acredita? Que se algo não der certo poderá dar depois? Se SIM, poderíamos ter perdido a chance de ter lutado mais uma vez... Se NÃO, foi a hora certa de abandonar o navio.

Mas a verdade é essa... machuca demais saber que fomos enganados!

Kika Ventura.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Sentimentos contrários



Sou confusa para arrumar meus pensamentos. Tenho pena de quem não deveria sentir um dó e não dou muita atenção a quem realmente importa. Tenho esses deslizes, esses, de me deixar levar pelo que aparenta, por um sorriso ou por um pedido, de defender algo contrário ao que acho correto; não para agradar ninguém, mas simplesmente por desorganização de idéias. 

Amo todos os que estão ao meu redor, e por amar demais é que não consigo demonstrar por receio de me sentir a dona do controle remoto. Uma vez me disseram que para amar alguém, não é preciso acorrentá-la no seu calcanhar, basta ter certeza do seu sentimento; depois disso inconscientemente adotei essa frase, até mesmo sem intenção de pô-la em prática; e é por este fato que me é cobrado visitas, almoços, telefonemas, scraps e qualquer outro tipo de comunicação dos meu amigos (cujo carrego no peito). Minha única comunicação é o sorriso e  a alegria de poder encontrá-los depois de tanto tempo sem vê-los.

Contar comigo? Sem sombra de dúvidas. Quer desabafar? Te ouvirei até a última letra. Mas ainda assim não é o suficiente para demonstrar meu interesse em te-los por perto. Sou aquele amigo ausente [eu reconheço] que a qualquer momento cai de paraquedas nos momentos em que mais precisarem, até gosto, mas, ainda não me satisfaz....

Kikah Ventura

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

...Mulheres desse tipo...

Se você chegar com uma pergunta do tipo: "Essa blusa está feia?" Ela vai responder simplesmente que "SIM". É muito capaz que quando você pergunte se ela te ama, ela venha com um "Amo! Mas as vezes eu penso também se não seria melhor se fossemos amigos...". Elas são tão sinceras que uma hora você vai desejar que elas mintam. Mas não se acanhe. Quando elas fazem um elogio ou algo do tipo, é mais especial do que o normal porque você sabe que ela está dizendo a verdade. É que ela enxerga o mundo tal como ele é, ainda que por trás das lentes cor-de-rosa. É de se admirar como as mulheres desta personalidade conseguem enxergar toda a dureza do mundo e ainda assim acreditar que tudo vai melhorar. Otimistas convictas!!

Mas quem avisa amigo é: nunca mande elas fazerem alguma coisa. Peça!! Até a mãe dela tem dificuldade em mandar nessa mulher. Quem é você pra ser mais que a mãe dela né? Mas de vez em quando elas gostam de fazer seus testes com as pessoas. Podem vir pra cima de você com algum deles e a pessoa terá que demonstrar que é firme no que diz. Eventualmente a língua das nativas desta personalidade acabam se tornando sarcásticas demais e aí é preciso ter mão firme e dar uma de Tarzan. Ela se sente de acordo com a forma que age e pensa do jeito que fala. Sua maneira de ser e dizer acaba provocando mal-entendimentos ao longo de sua vida, bagunçando seus sentimentos. Mas é muito provável que ninguém vá saber o que se passa com ele e todos acham que tudo está muito bem. Ela não vai falar mais sobre o assunto que a entristece até porque ela odeia ir até o âmago de qualquer questão que seja. As vezes é tarde demais para contornar uma situação.

No fundo elas são aquelas crianças que acreditam em tudo. Tem uma forma ingênua de ver o mundo o que pode acabar tornando-as presas fáceis para os conquistadores de plantão. Seu cérebro certamente é ágil e lógico. Mas ele não tem qualquer ligação com o seu coração que é tão indefeso quanto sua mente é inviolável. AH! E sabe aquelas meninas que vem chegando lindas e esplêndidas toda trabalhada na câmera lenta e aí tropeça estabacada no chão? kkkkkkk Pronto! são elas... rsrsrs... Até assim elas são encantadoras. O seu lado desastrado acaba se transformando uma espécie de espontaneidade avançada.

Mas no fim das contas a realidade é que elas tem profundas desconfianças de relacionamentos. Essa desconfiança, no entanto, não impede que ela seja do tipo que chora em filmes ou guarda todos os bilhetes que você já enviou pra ela. Essas mulheres só precisam que você as deixe viver por si próprias, sem se sentir aprisionada. Em troca ela lhe oferecerá todo o seu amor sincero e idealista. Secretamente ela esconde o fato de que esteve esperando por você: alguém com um belo sonho que pegou em sua mão para guiá-la até as estrelas.

Créditos: (Adaptado) perspectivadalully.blogspot.com

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

20 motivos para não ter animais de estimação!


Os animais domésticos normalmente são umas fofurinhas, mas todos sabem o trabalho que eles dão e principalmente as pérolas que esses bichinhos aprontam!
Então confira o porque de não ter um animal de estimação:

Ele pode jogar seu videogame sem autorização…
crazy-cat
Roubar a dentadura de sua vó…
snapteeth-41065942023
Beber o seu refrigerante…
crazy-dog-drink-300x283
Entrar na sua máquina de lavar…
crazy-dog-bath-300x217
E na sua geladeira…
securedownload (4)
Estragar o seu almoço…
pastapup1-300x227
Fumar o seu cigarro… (E ter problemas de saúde por isso)
crazy-pets_8474_(www.banterous.com)_funny
Usar o seu computador e acessórios…
08-Crazy-LaptopCat-300x262
cachorro-computador-digitando
crazy-cat-microphone-300x271
Entrar na sua tigela e tentar se passar por comida…
03-Crazy-Bowl-Cat-300x224
02-Crazy-Fruit-Cat-300x205
Se passar por papel higiênico…
01-Crazy-Hiding-Cat-300x198
Estragar a sua sandália…
20110923-041536
E acabar com a sua casa…
1215617659853_f
animais-estimacao-bagunca-05
crazy-cat-shredder-300x189
crazy-pets-27
multiflorafernandopolis, aprontando em casa
n
Mesmo diante de tantos motivos para não ter um bichinho de estimação, é difícil não se render a suas fofuras!

Créditos: minilua.com

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

20 maneiras de controlar o estresse!



Em uma conferência, ao explicar para a platéia a forma de controlar o estresse, o palestrante levantou um copo com água e perguntou:

-"Qual o peso deste copo d'água? "
As respostas variaram de 250g a 700g.

O palestrante, então, disse:
- "O peso real não importa. Isso depende de por quanto tempo você segurar o copo levantado."
- "Se o copo for mantido levantado durante um minuto, isso não é um problema. Se eu o mantenho levantado por uma hora, vou acabar com dor no braço. Mas se eu ficar segurando um dia inteiro, provavelmente eu vou ter cãibras dolorosas e vocês terão de chamar uma ambulância."

E ele continuou:
- "E isso acontece também com o estresse e a forma como controlamos o estresse. Se você carrega a sua carga por longos períodos, ou o tempo todo, cedo ou tarde a carga vai começar a ficar incrivelmente pesada e, finalmente, você não será mais capaz de carregá-la."
- "Para que o copo de água não fique pesado, você precisa colocá-lo sobre alguma coisa de vez em quando e descansar antes de pegá-lo novamente. Com nossa carga acontece o mesmo. Quando estamos refrescados e descansados nós podemos novamente transportar nossa carga."

Em seguida, ele distribuiu um folheto contendo algumas formas de administrar as cargas da vida, que eram:

1 - Aceite que há dias em que você é o pombo e outros em que você é a estátua.

2 - Mantenha sempre suas palavras leves e doces pois pode acontecer de você precisar engolir todas elas.

3 - Só leia coisas que faça você se sentir bem e ter a aparência boa de quem está bem, caso você morra durante a leitura.

4 - Dirija com cuidado. Não só os carros apresentam defeitos e têm recall do fabricante.

5 - Se não puder ser gentil, pelo menos tenha a decência de ser vago.

6 - Se você emprestar R$200,00 para alguém e nunca mais vir essa pessoa, provavelmente valeu a pena pagar esse preço para se livrar dela.

7 - Pode ser que o único propósito da sua vida seja servir de exemplo para os outros.

8 - Nunca compre um carro que você não possa manter.

9 - Quando você tenta pular obstáculos lembre que está com os dois pés no ar e sem nenhum apoio.

10 - Ninguém se importa se você consegue dançar bem. Para participar e se divertir no baile, levante e dance, pronto.

11 - Uma vez que a minhoca madrugadora é a que é devorada pelo pássaro, durma até mais tarde sempre que puder.

12 - Lembre que é o segundo rato que come o queijo - o primeiro fica preso na ratoeira. Saiba esperar.

13 -  Lembre, também, que sempre tem queijo grátis nas ratoeiras.

14 - Quando tudo parece estar vindo na sua direção, provavelmente você está no lado errado da estrada.

15 - Aniversários são bons para você. Quanto mais você tem, mais tempo você vive

16 - Alguns erros são divertidos demais para serem cometidos só uma vez.

17 - Podemos aprender muito com uma caixa de  lápis de cor. Alguns têm pontas aguçadas, alguns têm formas bonitas e alguns são sem graça. Alguns têm nomes estranhos e todos são de cores diferentes, mas todos são lápis e precisam viver na mesma caixa.

18 - Não perca tempo odiando alguém, remoendo ofensas e pensando em vingança. Enquanto você faz isso a pessoa está vivendo bem feliz e você é quem se sente mal e tem o gosto amargo na boca.

19 - Quanto mais alta é a montanha mais difícil é a escalada. Poucos conseguem chegar ao topo, mas são eles que admiram a paisagem do alto e fazem as fotos que você admira dizendo "queria ter estado lá".

20 - Uma pessoa realmente feliz é aquela que segue devagar pela estrada da vida, desfrutando o cenário, parando nos pontos mais interessantes e descobrindo atalhos para lugares maravilhosos que poucos conhecem.

"Portanto, antes de voltar para casa, deposite sua carga de trabalho no chão. Não carregue para casa. Você pode voltar a pegá-la amanhã. Com tranquilidade."
        
"Unir-se é um Bom Começo..!. Saber Cultivar a União é uma Conquista...!Trabalhar em Conjunto é uma VITÓRIA!”

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Eu só me entendo escrevendo...






Descobri que me entendo escrevendo,
um pouco inconstante,não sei,
mas tenho minhas manias,
gosto de me sentir livre, 
embora tenha limites,

sou do tipo reservada,
mas há momentos que compartilho com quem amo,
em campos minados ando na ponta dos pés,
pois temo pisar em bombas,

Arrogante as vezes, sensível ao extremo,
gosto do barulho de chuva,
deitada na cama, embaixo do cobertor
tomando chocolate quente,
são nestes momentos que me inspiro,
e em um teclado me concentro,
com as letras brinco,
com as palavras me encaixo,


meu tema predileto "o amor",

viajo em um mundo de fantasias,

e faço do imaginário o meu cenário,
talvez o que escrevo não te agrade,
mas gosto que você me lê,
embora sei que não me compreende,
apenas me entendo escrevendo.

aquilo que sinto transformo em versos,
e aquilo que sonho transformo em histórias.
Choro, canto, dou risadas, em frente a tela do computador, devaneios da alma,
insensatez de um coração,

ahhh, algo assim,
que só eu entendo,
se é que você me entende.
Eu só me entendo escrevendo.

Cecilia Sfalsin




terça-feira, 18 de outubro de 2011

Em quem confiar?!

Um dia desses conversando com minha vó, ela me contou o seguinte: "Fui morar em um bairro em que duas mulheres se diziam tão amigas a ponto de compartilhar tudo (menos os maridos hehehe...). Mal acordavam, uma ia a casa da outra, as vezes até com a roupa que dormiu, quando faltava algo em casa, uma emprestava à outra. Pois bem, um dia os filhos delas estavam brincando e de repente começaram a brigar por causa de um brinquedo. As duas mulheres, saíram para ver o que estava acontecendo e os meninos deram queixa à mães dizendo que um roubou o brinquedo do outro. Como diz o ditado: 'Cada um puxe a sardinha para seu lado', as duas começaram a discutir defendendo seus respectivos filhos. Neste dia, tudo o que elas segredavam uma à outra foi revelado no meio da rua a uma platéia que assistia de camarote ao espetáculo.

Parei para refletir neste episódio (pausa) ... e percebi que um dia nos decepcionaremos com aqueles que depositamos nossa confiança. Não há baú que não tenha chave, já fui 'traída" várias vezes por pessoas que considerava e compartilhava das vitórias até as quedas e depois percebi indícios de inveja e despeito. Entravam em minha casa, observavam tudo, desde a marca do café que eu consumia até  a frequência que atendia o telefone, as vezes até pela forma que eu atendia, já me dizia quem era do outro lado do aparelho. Uma vez, logo quando mudei de casa, a "criatura" apareceu lá para me fazer uma visita, nessa época não tínhamos muitos móveis, só uma pequena estante de plástico com um radiozinho em cima, uma planta e duas cadeiras de plástico também. Logo que ela entrou, percebi a satisfação dela em ver a casa vazia, ela fitou tudo e fez o semblante de chacota. Um mês e meio depois, já tínhamos comprado tudo (eu e minha mãe): sofá, TV, estante, micro system, armário de cozinha, mesa etc. E a "criatura" bateu lá na porta pra vender perfumes, percebi a cara de espanto, depois deste dia não deixei mais que ela sequer subisse as escadas, pois vi que ela só estava querendo "tomar parte" em minha vida (como diz os mais velhos).

Quando compartilhamos nossa vida com uma pessoa, automaticamente exigimos lealdade e companheirismo, acima de tudo... amizade, mas esquecemos que toda pessoa tem um confidente, se eu compartilho minha vida com minha prima, minha prima compartilha com a irmã, a irmã compartilha com o namorado, o namorado compartilha com os amigos e é por aí que se espalham os boatos, resumindo... minha vida vai parar 'na medina" rsrsrs... E foi isso que aconteceu com a "criatura" que visitou minha casa, ouvi dizer que ela falou que nem lugar onde sentar tinha. É lamentável!!

Damos confiança a pessoas que não merecem, partilhamos realizações, comentamos tristezas, confidenciamos sonhos, dividimos o pouco que temos, emprestamos pertences, nos doamos por completo! Mas se não for com uma pessoa de total cumplicidade, isso tudo servirá de armadilha para que voce se torne a vilã da história; disse-me-disse, indiretas, calúnias, isso tudo podemos passar ao nos confidenciarmos com aqueles que usam máscaras. Não estou me referindo às amizades construídas em alicerces, há aquelas que vale a pena cultivar, um ajuda o outro e cada um vive sua vida, não há encenação, há transparência! é preciso ter cuidado, prestar atenção a quem damos a cópia da chave da nossa vida, pois nem todos estão dispostos a somar.

domingo, 16 de outubro de 2011

...Mas de repente... voce me beija...



Hoje eu acordei mais cedo e fiquei te olhando dormir, imaginei algum suposto medo, para que tão logo eu pudesse te cobrir


Tenho cuidado de voce todo este tempo, voce está sob o meu abraço e minha proteção
Tenho visto voce errar e crescer, amar e voar, voce sabe onde pousar


Ao acordar já terei partido, ficarei de longe escondido, mas sempre perto de certo.
Como se eu fosse humano, vivo!


Vivendo pra te cuidar, te proteger, sem voce me ver...
...sem saber quem sou...
...se sou anjo ou se sou...
... simplesmente seu amor.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Em página em branco qualquer um escreve...

O que tem mais peso em sua vida, os seus sonhos ou os sonhos daqueles que te querem bem? Quando éramos crianças nos perguntavam o que queríamos ser, no meu tempo ouvia aquelas profissões que realmente deixavam marcas em nós: professor, jogador de futebol, policial, bailarina, etc. Depois, vamos dando conta de que a vida não é só o que vemos na tv, há muito o que explorar e uma infinidade de funções a vista. Poucas são as pessoas que profissionalmente são o que realmente querem, as vezes por necessidade, por terem o objetivo primordial de ganhar mais dinheiro, ou até mesmo por despreparo, elas não conseguem ser o que sempre sonharam. Conheço um rapaz que desistiu de fazer engenharia para se dedicar ao direito, simplesmente pelo fato de que o pai dele tinha esse sonho. Na minha opinião, isso soou como um aborto, eu não discordo que nossos pais só queriam o melhor para os filhos, mas, onde fica os direitos de escolha do indivíduo?

Será que uma mulher bem sucedida na sua carreira profissional, com casa própria e condição de se manter, fez bem em jogar tudo para o alto e viver com uma pessoas que "prometeu" não lhe faltar nada, mas basta ela discordar do que ele pensa para que ele rasgue as suas roupas? Até que ponto somos capazes de nos doarmos? Você se anularia? Reflita... o que você escolhe? Viver com alguém que você ama e ser correspondido(a) ou fazer o que você sempre sonhou: faculdade, viagens, passeios, morar em lugares que jamais imaginaria (quem sabe através de um intercâmbio), entre outras coisas que só você pensa em fazer, mas você sabe que sua parceira(o) não concorda, por ciúmes ou só pelo fato de te querer por perto? Você se anularia?

Seria mais uma pessoa frustrada por não realizar o que sempre quis fazer... dançar zouk, participar de campeonatos, dormir na casa de parentes distantes sem se preocupar quando volta, etc. Quem sabe você seria capaz de sentir inveja, porque seus netinhos estão fazendo o que você nunca pôde fazer. Aí é que entra o clichê de uma propaganda: O que você vai contar para seus netos?? Posso imaginar as histórias de vida sofrida, sentada(o) na cadeira de balanço. Precisamos de algo ou alguém que nos incentive, não acredito que estamos aqui para uma passagem monótona e sem tempero.

Não acho correto permitir que alguém decida seu futuro, as escolhas são nossas, nós que fazemos o filme rodar e escolhemos se ele será preto e branco o u colorido. De nada adiantará fazer vontades alheias, se lá no seu interior você não se sente bem. Não tenha pressa, se estiver na dúvida, pense duas vezes, pois o filme não para e você não terá como voltar atrás.

Tenha consciência nas suas decisões e atitude nos seus atos.

Você é o dono do filme, o restante é a plateia!!!

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Falsa Humildade

É inevitável não precisar de alguém em alguns momentos da vida, queremos mostrar o quanto somos independentes, a ponto de fazer tudo só, e não para mostrar aos outros nossa capacidade, mas, para provar a nós mesmos que podemos nos alimentar sem ter alguém para levar a colher em nossa boca. Desde pequenos somos ajudados na maioria das atividades: tomar banho, andar, falar, sempre há alguém disposto a nos auxiliar, e aí quando crescemos, queremos fazer as coisas por nós mesmos, necessitamos provar para nosso "eu" que não precisamos de "sombra" para dar opinião a algo que precise de nossa decisão.

E é nessa filosofia, que em nosso interior vai crescendo sentimentos de individualismo. Relatando isso, um conhecido dá um exemplo: "Em tempos de escola, em alguns casos os alunos eram avaliados com atividades em grupo, com isso, sempre tinha aqueles que não ajudavam, às vezes até atrapalhavam o desenvolvimento da atividade, e com isso o trabalho pesado sobrava pra mim. Eu fazia tudo desde a ideia, a criatividade, até a prática da mesma, e quando mostrávamos à professora, ela perguntava quem fez, logo aparecia um e dizia: "- Cada um ajudou em algo! Tinha vergonha de dizer que fiz sozinho e perder a "amizade" deles, pois eram os únicos que falavam comigo na sala, acho que se aproximavam de mim só pelo fato de que eu tirava boas notas. Puro interesse!! Então com isso comecei a fazer tudo sozinho, comecei a ser egoísta com minhas coisas, pois achava que todos só queriam tirar proveito do que eu tinha a oferecer."

Fatos como esse, que nos obriga e induz psicologicamente a negar oferecer ajuda e deixar que alguém nos ajude, pois sempre haverá a ideia de que com isso aproveitam de nossa boa fé ou ficamos devendo favores. Praticamente é um desencargo de consciência  ou até um tipo de precaução contra algo. Para as pessoas que pensam deste modo, um amigo descobre que essa pessoa tem um terno novo e procura um jeito de pedir emprestado e o que o preocupa é... quando ele devolverá? Para que as pessoas não pensem mal a seu respeito, ele empresta, mas "metralhando" várias recomendações. E a noite não consegue dormir direito pensando se puxou o fio, se derramou alguma bebida em cima, rasgou ou o que quer que seja.

Pessoas deste tipo são egoístas ao extremo, mas, não aceita que ninguém descubra isso, por isso, tentam ser os mais discretos possíveis. Tem total zelo pelos seus pertences e não admitem que deixem digitais em seus objetos (tudo bem... exagerei!). Mas onde quero chegar é... até quando não precisaremos da ajuda de alguém? Será que um dia não precisaremos pedir o ferro emprestado ao vizinho? ou até um xícara de açúcar? De onde menos esperamos, é daí que vem a ajuda. Pensamos tão errado em achar que não necessitamos do auxílio de ninguém, que seria impossível viver um só dia sem precisar de um favor. Às vezes aquele que você fez pouco caso hoje, é aquele que poderá morar ao seu lado e sem você saber, estará batendo na porta dele para pedir velas emprestadas e ele simplesmente descobre que você não precisa delas,  pois, ele vê que alguém desligou seu contador, por isso ficou sem energia.

Nunca é tarde para repensar em nosso modo de agir, não é pelo fato que alguém agiu de má fé contigo, que todos que passarem em sua vida terão esta atitude. É hora de fazer nossa parte e deixar que os outros decidam se irão fazer a deles ou não, pois, cada um é dono dos seus atos, mas um só passo em falso será cobrado.

sábado, 1 de outubro de 2011

Já regou seu jardim hoje?



Todos nós temos um jardim, aquele espaço que usamos para cultivar nossas flores, lembra? Um bom dia, um obrigado, um: "Nossa, como você está bonito(a)!, ou até mesmo um simples sorriso, quem sabe uma troca de olhar? Tudo isso enfeita o nosso jardim. Muitas das vezes não elogiamos alguém (beleza, dotes culinários ou domésticos ou até mesmo intelectuais), por ter registrado no subconsciente que com essa ação poderíamos nos diminuir, ou até por inveja dos dons de outrem...

Cá entre nós, isso não seria orgulho da nossa parte?

Suponhamos que cada gentileza por menor que fosse, seja uma espécie diferente de flor, analise... como está seu jardim hoje?? Você conseguiu obter espécies diferentes nele?? Conheço pessoas que são rudes por natureza, principalmente na própria casa com os familiares, mas, há pessoas que não se incomodam com este comportamento fechado e iniciam sorrateiramente uma conversa, como algo do tipo: "É... hoje vai chover!" e logo, com o percurso da prosa, ouve-se boas gargalhadas, resumindo, ao mesmo passo que essa pessoas plantaram em seu jardim, automaticamente regaram o jardim da outra pessoa.

Isso é fato! Ser cortez faz bem ao coração, então comece a praticar, está na hora de limpar seu vergel. Limpe tudo, varra, arranque as ervas daninhas ( elas não servem para nada ), tire as flores murchas, queime as folhas secas, coloque um adubo novo, plante novas sementes e regue constantemente. Logo, logo você verá com como a vida pode ser mais colorida com aromas mais agradáveis, tudo que fizeres terás retorno, quiçá em dobro, quando menos esperar, borboletas aparecerão, pássaros farão moradia no seu jardim e com a prática, quem sabe você queira tomar conta de um bosque??

Na vida, só mostramos o que temos, compare a sua vida com uma casa no campo em que você receberá visitas. Quando os visitantes chegarem, mostre primeiro seu jardim, ou seja, dê o seu melhor, mas não esqueça de arrumar a sala rsrsrs...atitudes positivas atraem resultados e impressões positivas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...