" Mas ela gosta de colecionar segredos. Coisas grandes, que ela guarda dentro de uma caixinha. É doce, doce, extremamente doce, tão doce. E ela fica ali, mastigando alegrias. "
( Caio Fernando Abreu )

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Em cena!

video

Meu afilhado me pediu para gravar suas peripécias, e foi isso que saiu. Uma pequena história de como os gatos perderam credibilidade no antiiigo Egito e foram substituídos pelos cães. Me assusta tamanha desenvoltura ao ligar a câmera, tudo foi improvisado, é perceptível na fala, pois algumas palavras ele 'come' letras, mas, a interpretação foi perfeita. A forma com que ele dá sentido à estória, gesticulando, entonando a voz, claro que não é nada profissional, mas pra uma criança que nunca teve estudo sobre teatro, dramaturgia ou semelhantes é de se apreciar. Enquanto ele não leva isso à sério, eu, daqui, dou boas gargalhadas com suas traquinagens. 

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Que seja marcante...


Ter a consciência de que os sentimentos se transformam, seguem uma rota de desenvolvimento.

Não espere que o que foi vivido se repita, pois não repetirá, com certeza, virá demudado por algo que foi adicionado ou retirado. Aproveite todo aquele momento, sugue todos os meios de ser inesquecível, porque se ele voltar a acontecer, com certeza não será igual e se ele não vier, tudo terá sido único.

terça-feira, 14 de maio de 2013

Chore, depois levante!!


Como falar de felicidade um coração que só chora?
Como ter sonhos se todos foram pisoteados?
Como sorrir se lhe roubaram os motivos?
O sentido de viver foi ceifado pelos desafetos causados pelos seus próprios erros.
Tudo poderia ser diferente, caso fosse persistente, 
caso não tivesse trocado a moeda de ouro por um saquinho de pipocas.
E o que ganhou com isso? Um anel de plástico!
Trocou a beleza do sol pela sedução da lua. Essa que só é bela quando aparece.
...
O tempo passa para todos e ser inimigo dele é atirar no próprio pé.
Não é o tempo que nos domina, ele nos serve.
Não é a vida que nos guia, nós é que a direcionamos.
E quando há inversão de domínio, há posse de frustrações.
A fala se torna fúnebre, os pensamentos estacionam no passado 
e ruminam nas más lembranças, os sonhos são acinzentados e há perseguição contra si mesmo.
Quem deseja algo assim?!
Os acomodados, os coniventes aos problemas da vida e principalmente os que tem pena de si mesmo.


sexta-feira, 10 de maio de 2013

Ele não desiste!


Ele parece tão distante, não que seja seu desejo. A vera é que ela não consegue manter uma relação próxima. Anda cabisbaixa, sem argumentos, sem arte para se aproximar. 
Ela sabe que isso é passageiro, que errou... e feio! Até porque foi avisada da última vez que se mostrou tão sentida. 
Imagina-o de aparência triste, inconformado com os acontecimentos, no fundo Ele sabe que ela tem potencial de ser melhor, sem essas ideologias cretinas fantasiadas por uma mente torturada de promessas solúveis. 
Ele a ama de uma forma jamais sentida e mesmo que seus erros a derrubem, seria incapaz de deixá-la no chão. 
Mas, como explicar tamanho amor, a ponto de ignorar fatos em que a decepção foi predominante? 
Há de ter motivos, mas o entendimento é limitado para quem não sente o mesmo.

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Virgularização


Se será eterno? 
quem sabe! 
Presumo que não.
Diante das dicas expostas pelo sumiço e discrição. 
...
Tenho medo de ser constante, afinal... 
há muitas probabilidades na frase 
"pelo resto da vida". 
O que acontece são vírgulas mal utilizadas, inapropriadas para o estilo textual. 
E pra quê servem as vírgulas se não para sinalizar descanso...pausa, 
fuga de algo que te toma o fôlego?
... 
Algo está errado, aliás... 
eu bem sei o que...
na verdade... eu sei de tudo! 
Sei até como por um fim, 
só não tenho competência para isso.

segunda-feira, 6 de maio de 2013

♣Ponto de partida ♣

 Talvez tenham razão. Está na hora de voltar, de calçar as sandálias da contrição, aquelas que deixei para trás e disse que não precisaria calçá-las. Agora sei porque meus pés doíam tanto, por muito tempo andei descalço, caminhando entre os abrolhos do tosco trajeto que percorri. Estrada essa que me levou à inanidade escondida entre minhas ilusões pintadas de ouro. Saí de pés nus, mesmo sabendo que estava em despreparo. Ainda que levasse toda sorte de coisas sobrevivíveis não duraria por muito tempo... teria fim. Bem sei que teria de retornar, pois mesmo estando longe tinha a aguda sensação de pertencer àquele lugar.

domingo, 5 de maio de 2013

Sofremos por quê?



Definitivo, como tudo o que é simples. 
Nossa dor não advém das coisas vividas, 
mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram. 

Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos 
o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções 
irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado 
do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter 
tido junto e não tivemos,por todos os shows e livros e silêncios que 
gostaríamos de ter compartilhado, 
e não compartilhamos. 
Por todos os beijos cancelados, pela eternidade. 

Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas 
as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um 
amigo, para nadar, para namorar. 

Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os 
momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas 
angústias se ela estivesse interessada em nos compreender. 

Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada. 

Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo 
confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam, 
todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar. 

Por que sofremos tanto por amor? 
O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma 
pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez 
companhia por um tempo razoável,um tempo feliz. 

Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um 
verso: 

Se iludindo menos e vivendo mais!!! 
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida 
está no amor que não damos, nas forças que não usamos, 
na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do 
sofrimento,perdemos também a felicidade. 
A dor é inevitável. 
O sofrimento é opcional... 


(Carlos Drummond  de Andrade)

quinta-feira, 2 de maio de 2013

→Priorize as ações←


Conversando com um amigo (com um pouco mais de idade do que eu) percebi o esforço que temos que fazer para chegar onde queremos. Uma das frases mais marcantes desse diálogo foi: "- Quando percebi que era aquilo que eu queria, comecei a tirar tudo o que era banal da minha vida". Ele falou de uma forma muito rápida, como se fosse um parentese entre todas aquelas informações transmitidas, mas para mim foi gritante. No mesmo instante pude lembrar de todas as futilidades que sem pensar colocava ante minhas prioridades diárias, chegava a pensar que não fazia diferença se eu invertesse a ordem e fizesse o que tinha vontade primeiro e depois o que era pra ser feito. Venho fazendo isso há muito tempo, mesmo articulando mudar de comportamento. Por fim... do ''bolo de coisas ''que ele me disse, isso também me marcou:

"Kika, querer, todos querem! O que diferenciará você dos outros é a sua (contando nos dedos) força 'ativa' de vontade, sua persistência, seu comprometimento e sua disciplina. Sem isso, seu desejo só será útil para frustrações futuras. É isso que você quer? Ficar velhinha, ruminando chances desperdiçadas numa cadeira de balanço? ...E te digo mais! É melhor sacrificar 'coisinhas' que você pode deixar pra depois e se empenhar em um projeto que valha à pena do que ficar cedendo às distrações passageiras. Enquanto você está se divertindo, tem gente empenhada, ''correndo atrás do prejuízo'' agora, pra depois aproveitar todo o esforço e sacrifício feito... e você sabe que a recompensa vem dobrada."


Precisa dizer mais alguma coisa?
Pra quem 'tem culpa no cartório' (como eu), o soco foi bem no olho! kkkkk...
Então, vamos lá!
Mãos à obra!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...